header-background

3 Perguntas para criar Objetivos de Vida

Sente que está perdido no mundo sem uma direção específica? Prepare-se para criar objetivos de vida, respondendo a estas três simples perguntas.
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Se é daquelas pessoas indecisas, ou sente que está perdido no mundo sem uma direção específica, este artigo é ideal para si. Prepare-se para encontrar o rumo que sempre quis e criar objetivos de vida, respondendo a estas três simples perguntas.

Há pessoas que não sabem responder à questão típica de entrevistas de emprego: “como se imagina daqui a cinco ou dez anos?”. Pensar sobre isto pode criar sentimentos de angústia e ansiedade. A verdade é que não precisamos ter tudo definido nas nossas vidas, mas dá sempre uma ajuda ter pelo menos uma direção a seguir. Aqui, pretende-se ajudá-lo a encontrar as suas metas e objetivos de vida sem stress, ou com o menor stress possível.

Saber como pode aproveitar o pouco tempo que lhe resta e quais as experiências que de facto o motivam e lhe interessam são os principais fatores a analisar. Com este filtro ganha a orientação para todas as decisões que possa tomar daqui em diante.

Que experiências quer ter?

Pense a longo ou a curto prazo, não há regras. Faça uma lista de todas as experiências que gostaria de viver. Desde as coisas mais simples a aquelas que lhe arrepiam a pele só de pensar. Viajar, saltar de paraquedas, iniciar uma família, fazer uma tatuagem, ter o seu próprio negócio, experimentar algum prato diferente… Não há limites.

O que quer aprender?

Com certeza já ouviu por aí que a aprendizagem não ocupa lugar. Nunca é demais e faz-nos evoluir a vários níveis. Liste todas as habilidades e conhecimentos que gostaria de ter. Mais uma vez, podem ser coisas simples ou mais ambiciosas. Aprender a andar de patins, a cozinhar, a dançar tango, um idioma novo, tirar um curso específico, ler mais de 2 livros por mês…

Como contribuir?

Pense em como pode usar as suas aptidões e a sua inteligência em prol de outras pessoas. Estas podem ser mais próximas, como amigos ou familiares; ou alguém que nunca conheceu. Fazer voluntariado, consultoria, especialização, novas parcerias, freelance, empreendedorismo… Tudo o que pode fazer para contribuir pelas experiências e aprendizagens que quer adquirir.

Responder a estas três perguntas ajudará a definir qualquer coisa sobre o seu futuro: metas do próximo ano, previsões do próximo semestre, objetivos a longo prazo, ou objetivos para a vida. Em vez de imaginar algo abstrato sobre si para os próximos cinco ou dez anos, pense apenas no que quer experimentar, aprender e contribuir.

Não importa qual o ponto no futuro, este exercício serve como um farol e pode ser feito e refeito as vezes que quiser. Afinal a vida não é estática e o futuro constrói-se todos os dias.

Agora pegue nestas perguntas e transporte-as para o seu negócio. Não sabe a resposta?